Post com scans

Billie Joe Armstrong eleito um dos Artistas da Década

O que não fez parte desta década para o punk: dirigir bêbado e abuso de metanfetamina.

O que fez: sexo sujo e urinar em armários.

Como você está?

Estamos ensaiando para o MTV Awards.

O que foi a melhor coisa deste século?

Sendo um americano, Obama ter sido eleito.

Ele está te agradando?

É agravante. A política nos EUA é gente pra caralho discordando uma da outra. O plano de saúde do Obama era muito confuso. Deveria ter sido: se você quer um plano de saúde, mas não consegue pagar, o governo te ajudará. Fim de discussão. Ele poderia ser mais claro e ter um pouco mais de garra.

E a pior coisa?

George Bush ter sido eleito duas vezes.

Se você fosse tomar uma cerveja com o Bush você acha que ele acabaria sendo um cara legal?

Se eu fosse tomar uma cerveja com ele, espero que eu também tenha uma arma comigo.

Do que você não sente falta dos anos 90?

Hootie & The Blowfish

Você se tornou amigo do U2 desde sua colaboração em The Saints Are Coming em prol das vítimas do furacão Katrina. Sobre o que você e o Bono conversam?

Ele fala um pouco sobre política. Conversamos sobre os diferentes tipos de cervejas das quais gostamos. É tudo bem casual.

Aparentemente quando você toma algumas bebidas você sofre para encontrar a privada. Onde foi o lugar mais bizarro em que você urinou recentemente?

Eu estava no hotel Sunset Marquis em Los Angeles no ano passado. Minha esposa me disse que eu levantei da cama, fui até o armário e urinei lá dentro. Depois eu dei descarga em um dos cabides.

Você acabou de comemorar 15 anos de casado. Qual o segredo da monogamia no rock?

Minha filosofia é mantenha as brigas limpas e o sexo sujo.

Os seus filhos te dão uma opinião honesta sobre o seu trabalho?

Não sei se honesto é a palavra certa, mas eles ma apóiam muito. Meu filho mais velho me zoa regularmente.

Sobre o que?

Que eu sou baixinho.

Quando você foi detido por dirigir bêbado em 2003, a polícia te reconheceu?

Não de primeira, mas depois de uns cinco minutos eles reconheceram. Estávamos dirigindo para a delegacia e o cara perguntou. Eu estava tentando ficar na minha sabe?(you know) Estava esperando conseguir uma cela sozinho e não uma cheia.

Você gostou da sua foto para a ficha?

Estava OK. Eu definitivamente parecia estar um pouco fora do ar, mas eu estava.

O que foi a coisa mais estranha que já foi jogada no palco?

Estávamos tocando em Dublin na noite passada e tinham muitos sutiãs sendo arremessados. Eu disse, “Eu nunca vi tantos sutiãs antes”. Assim que eu disse isso o samba canção de um cara voou direto na minha mão. O tempo não poderia ter sido mais perfeito.

O que aconteceu com todos os sutiãs depois do show?

Eu não faço idéia. Eu realmente não tinha nenhuma utilidade para eles.

Você acabou se arrependendo de alguma das suas tatuagens?

Não. Tem só uma tatuagem que eu tive que cobrir de uma ex-namorada muito tempo atrás. Minha esposa fez com que eu tivesse certeza de que eu não iria me arrepender desta decisão.

Quais drogas estão na lista do “nunca mais” para você?

Metanfetamina. Eu prefiro cheirar gasolina a usar isso de novo. Eu não consigo mais usar ácido. Eu acabava pelado em cima de um prédio, chupando meu dedão e tentando achar um lugar feliz se eu usasse ácido de novo.

Você está ansioso para fazer 40 anos na próxima década?

Sim, eu não me importo em ficar mais velho. Eu não trocaria o meu futuro pelo de ninguém.

Você conseguiria resumir o século em um tweet com menos de 140 caracteres?

Mmm… OMG!

(OMG= Oh My God = Meu Deus!)

A Década do Billie Joe Armstrong

O Green Day começou a década em 2000 com o Warning. Em 2002 se reduziram a abrir pelo ex-devotos Blink-182. Forçados a retornarem ao estúdio após as gravações de Cigarettes and Valentines terem sido roubadas em 2003. O resultado, em 2004 o protesto contra o Bush, American Idiot, é um sucesso comercial – mas somente após terapias em grupo no estilo do Metallica. Colaborar com o U2 no single beneficente as vítimas do furacão Katrina, The Saints Are Coming, em 2006 antes de Armstrong visitar Nova Orleans para ajudar a reconstruir casas. No mesmo ano atacado pelo Brandon Flowers por ser antipatriota; isso não os impede de tornar o American Idiot em um musical em 2009.