Post original com scans.

Devemos lhe chamar de Billie Joe ou B.J.?

Algumas pessoas me chamam de Billie, outras de Billie Joe – qualquer um está bom. Mas somente o meu sogro me chama de B.J. e ele é o único que pode me chamar assim.

Entendi. Então, B.J., qual a coisa mais legal em estar na mais gigantesca banda de punk do planeta?

Tocar os shows grandes. Você olha para a arena lotada, com 50.000 pessoas enlouquecendo, e você pensa, “Caralho, não há nenhum outro lugar no mundo em que preferiria estar neste momento.”

Nada mal para alguém que não terminou o Ensino Médio. Você se arrepende de ter saído da escola?

Na verdade não. Eu estava tão para trás que seria praticamente impossível eu me formar. Nós tínhamos começado a banda, estávamos fazendo shows, e tínhamos acabado de gravar nosso primeiro EP. Eu finalmente percebi que o colegial não fazia nenhum sentido para mim naquele momento. Então eu saí. Mas as coisas parecem ter se tornado muito boas para mim.

Como você era quando criança? O palhaço da sala? O garanhão?

Eu basicamente fumava muita maconha. Nós não tínhamos muito dinheiro, então usávamos muito a torra: limpar o cachimbo para pegar a resina, merda típica de maconheiro. Toda vez que eu tentava para de fumar maconha, lançavam alguma invenção nova tipo bombas gravitacionais, e eu pensava, “Bom, eu não posso parar agora, eu não tentei isso ainda!”

Você já tomou muito remédio pra tosse, fumou maconha, e tomou anfetamina. Qual droga você nunca irá tomar de novo?

Definitivamente ácido. Eu não me arrependo de ter tomado, mas com uma certeza do caralho eu não usaria agora. Eu sou neurótico demais, eu ficaria, tipo, sentado no canto chupando o meu dedão por nove horas.

O Green Day deve ser a banda mais politizada do rock no momento. Você se candidataria?

Não. Eu estive na Green Party (Partido Verde) por um tempo, e gostaria de ser mais politicamente ativo, mas me candidatar seria muito chato. É muito….”Cristão.”(Christian) Você tem que ser um santo, o que basicamente quer dizer que você tem que ser um mentiroso.

Tem uma nova peça musical baseada no American Idiot. Você já pensou em ser ator?

Eu recebi muitas ofertas em meados dos anos 90 na época do Dookie, típica merda clichê adolescente. Mas eu não iria querer fazer um filme de primeira, preferiria começar em algo menor – talvez uma peça ou algo para o Funny or Die. Eu gosto de fazer as pessoas rirem.

Quem interpretaria você em um filme biográfico?

Meu Deus, não sei. Alguém mais alto do que eu seria legal. Não, alguém mais baixo, tipo, o Tom Cruise! Tipo no filme do The Doors, todos eram mais feios do que os verdadeiros integrantes da banda.

Você está casado com a mesma mulher desde os seus 21 anos. Por favor defenda a monogamia.

Eu conheço a Adrienne há 19 anos, então há uma confiança e uma fé nisso. Você pode acabar se metendo em umas merdas estranhas! E mais, se há um dia em que o sexo foi decepcionante, você sempre tem outra chance para poder se redimir.

Ok, senhor tinta de cabelo e lápis para os olhos (guyliner): O carpete combina com as cortinas?

Na verdade, eu uso piso de madeira. [Risos] Um pouco de arrumação é algo ótimo. Tem que deixar tudo arrumado.

Você tem dois filhos, um de 10 e um de 14. Que tipo de pai você é?

Eu sou todo tipo de pai. Há um lado meu que pode ser bem conservador – mas do outro lado, meus filhos levam seus amigos aos shows, e eles falam, tipo, “Caralho, olha essas tatuagens! Seu pai é louco!” Eu costumava ser o treinador do time juvenil de baseball, até eles completarem 10 anos, depois disso eles estavam melhores do que eu. Minhas habilidades em baseball são iguais aos de um garoto normal de 11 anos.

Você já falou com os seus filhos sobre ter sido preso por dirigir bêbado em 2003?

Não, e nunca irei. Ninguém quer ouvir sobre a noite em que seu pai passou na cadeia. Isso é uma coisa na minha vida da qual eu não me orgulho – foi uma situação perigosa. Foi uma daquelas noites “vale-tudo” – cerveja, vinho, tequila. E eu só tenho 1,72m de altura e 65kg. No meu caminho para casa eu passei um farol vermelho, e a próxima coisa da qual eu me lembro é eu sentado no banco de trás de um carro da policia. Não é um dos meus momentos mais orgulhosos.

Você ficou triste quando o Johnny Rotten do Sex Pistols chingou o Green Day?

Não. Aquele cara não tem nada bom para dizer sobre ninguém. Ele é um velho inofensivo. Quem se importa? É tudo uma competição inútil.

É verdade que às vezes você faz xixi na cama?

Ok, o que acontece é o seguinte: Se eu estou muito bêbado, eu tenho muita dificuldade em encontrar o banheiro, então não é mijar na cama – é mijar onde eu estiver. Tipo, uns meses atrás eu cheguei em casa muito bêbado, e no dia seguinte a Adrienne disse, “Você sabia que você mijou no armário ontem a noite? Você deu descarga no cabide.”

Você não é conhecido por ser um cara religioso. O que você acha que acontece quando nós morremos?

Eu tenho quase certeza que terei de acertar minhas contas com o Cara lá em cima quando o meu dia chegar. Mas pelo menos eu não sou o Michael Jackson, com o Elvis Presley esperando no céu para dar uma surra nele. O Elvis está lá em cima agora com um par de socos ingleses com o nome do Michael neles. Falando nisso, fiquei sabendo que estão procurando por um novo Rei do Pop, e gostaria de me candidatar.

Pronto. Mas quando o seu dia finalmente chegar, o que você quer escrito na sua sepultura?

Eu não ligo – desde que não seja TIME OF YOUR LIFE.

Tradução: Marie Bastos